Notícias

Fique por dentro das notícias da cidade e região.

Polícia encontra veículos utilizados no assalto a agências bancárias em Casca

  • Data: 08/Nov/2018

Criminosos explodiram, na madrugada da quinta-feira, dia 8 de novembro, por volta das 4h, duas instituições financeiras na cidade de Casca. Cerca de oito homens fortemente armados, conforme testemunhas, chegaram em dois veículos na rua Tiradentes e prepararam os locais para o assalto. Os bandidos instalaram dinamites nas agências da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil (BB), localizadas lado a lado. Três explosões foram ouvidas. As “bananas de dinamites” colocadas no BB não explodiram. O Grupo de Ações Táticas da Brigada Militar (Gate) foi acionado para desativar possíveis explosivos. A quadrilha teve acesso à parte interna das agências.
Um dos criminosos, conforme os policiais militares, se posicionou em uma esquina, nas proximidades do quartel da Brigada Militar (BM). Após os estrondos, a guarnição de serviço e policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOE), que estavam na cidade auxiliando nas atividades de combate à criminalidade, trocaram tiros com o bandido que estava armado com um fuzil. Ele, na sequência, foi resgatado pelo bando.
A quadrilha fugiu em direção ao entroncamento (trevo) com a rodovia ERS-129. Os bandidos espalharam miguelitos ao longo da ERS-324 - sentido para a cidade de Paraí, e na ERS-129 em direção a Serafina Corrêa. O objetivo era evitar a aproximação das viaturas e despistar os policiais. 
Durante a passagem pelo posto da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), de Casca, os criminosos atiraram. Ninguém foi atingido.

Veículos localizados
Dois automóveis, utilizados pelos assaltantes durante a fuga, foram encontrados abandonados na Linha São Roque, as margens da 324 - sentido Paraí. Um Renault/Logan, placas EJJ-8010, de Porto Alegre, e um Honda/City, placas ISG-2056, de Canoas, estavam em uma estrada vicinal com as portas abertas. Uma mochila vermelha e luvas plásticas foram deixadas dentro dos veículos. Ambos, estavam com marcas de disparos de arma de fogo. Não há registro de ocorrência dos veículos, porém, a polícia trabalha com a hipótese de estarem com as placas clonadas.
Policiais montaram barreiras e seguem realizando buscas aos criminosos.

Fonte: Eduardo Cover Godinho/Rádio Aurora
Foto: PRE/Divulgação

Outras notícias