Notícias

Fique por dentro das notícias da cidade e região.

Com estoques baixos, Hemocentro de Caxias do Sul precisa de doação de sangue

  • Data: 28/Jul/2021

Principal pedido é pelos tipos O+ e O-

 

A pandemia afetou diversos serviços e um deles é a doação de sangue. No Brasil são realizadas, em média, cerca de três milhões de doações de sangue por ano pelo Sistema Único de Saúde (SUS), porém, em virtude do coronavírus, o número caiu para 2,95 milhões, uma queda de aproximadamente 10% segundo dados do Ministério da Saúde.

O Hemocentro de Caxias do Sul, que atende aos 49 municípios na região nordeste do Rio Grande do Sul, registra grande baixa no número de doações, principalmente dos tipos O+, O- e A+. De acordo com a assistente social do Hemocentro, Cíntia de Souza Pessoa, as plaquetas duram sete dias e, por conta disso, o Hemocs precisa de doadores semanalmente. 

— Para se ter uma ideia, O+ precisaria de 105 bolsas e temos apenas 15 no momento. Precisamos de 1,2 mil doadores por mês para que as demandas sejam atendidas em todos os municípios — destaca Cíntia.

O endereço para atendimento é na Rua Ernesto Alves, 2.260 (ao lado da UPA Central). As doações devem ser preferencialmente agendadas pelos telefones (54) 3290-4543 e (54) 3290-4580 ou por meio do WhatsApp (54) 98418-8487. O horário de atendimento é segunda e quarta-feira, das 8h às 19h; na terça, quinta e sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, das 8h até as 12h. 

— Precisamos de doações todos os dias. Os moradores de Caxias e de outros municípios serão muito bem recebidos, é só agendar por telefone. Quem já doou uma vez, volte a ser doador, seja um doador de carteirinha — propõe a assistente social, que também explica que cada doação, que tem entre 425 e 475 ml, pode ser destinada a até quatro adultos (número que pode aumentar se destinado a crianças).

Os doadores devem ter entre 16 e 69 anos (quem tem 16 e 17 precisa estar acompanhado de um responsável legal). É preciso estar bem de saúde e pesar mais de 50kg. Quem teve covid-19 também pode doar, desde que esteja recuperado há mais de 30 dias.

Quem já se vacinou contra a covid-19 também pode doar sangue respeitando o período de acordo com o imunizante recebido: quem tomou AstraZeneca, Pfizer ou Janssen pode doar sangue após sete dias da imunização; no caso da Coronavac, é preciso que o doador espere 48 horas.

 

Fonte: Pioneiro

Foto: Cristine Rochol / PMPA / PMPA

Outras notícias