Notícias

Fique por dentro das notícias da cidade e região.

Campanha busca conscientizar sobre a importância da doação de sangue; veja como participar

  • Data: 16/Set/2021

Estoques dos hemocentros do RS estão em baixa com a pandemia

 

Os baixos estoques nos hemocentros do Rio Grande do Sul são mais algumas das consequências da pandemia no Estado. Com o intuito de aumentar as doações, a campanha Doar é Viver busca conscientizar a população para a importância do ato. Nesta quarta-feira (15), a ação entra na segunda fase. 

 —  A campanha consiste em, junto com o Hemocentro, ratificar a doação regular e fidelizada. Queremos mostrar que a doação pontual é importante, mas ela precisa ter caráter regular _ fala a assistente social Gesiane Ferreira Almansa, responsável pelo Setor de Captação do Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul.

Encabeçada pelo empresário Otelio Drebes, de 87 anos, a ação conta com a parceria da Secretaria da Saúde (SES), por meio do Departamento Estadual de Sangue e Hemoderivados (DESH). A iniciativa surgiu da percepção do empresário de que poucas pessoas estavam procurando os hemocentros durante a pandemia. Por outro lado, os relatos que ouvia dos médicos era que a necessidade por bolsas de sangue havia aumentado, sobretudo, em função da retomada das cirurgias. 

 —  Chegou a morrer gente por falta de sangue. Aqui no Rio Grande não pode morrer mais ninguém por isso. É o momento de os gaúchos se engajarem para deixarem os hemocentros abastecidos  —  argumentou Drebes. 

Na primeira etapa da ação, que começou em junho, mais de 2,5 mil pessoas participaram da doação. Hoje, a iniciativa entra na segunda fase, que ainda não tem data para terminar. 

 —  Salvamos mais de 11 mil vidas, como não vou vibrar? Quero que o Rio Grande vibre comigo. É tão bom ajudar que até me sinto mais novo  —  diverte-se o empresário. 

Para doar, é preciso ser saudável, ter mais de 50 quilos e ter entre 16 e 69 anos. Mulheres podem doar sangue a cada três meses. Já os homens podem doar a cada dois meses. 

Embora seja possível realizar uma doação espontânea, Gesiane orienta que os interessados façam agendamento. No site da campanha (clique aqui), o doador pode agendar horário, local e também solicitar o traslado de ida e volta até o hemocentro. 

Em Porto Alegre, o Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, sem fechar ao meio-dia. 

 

Fonte e foto: GZH / Divulgação

Outras notícias