Notícias

Fique por dentro das notícias da cidade e região.

Agricultura do RS lista produtos com agrotóxico suspenso pela Anvisa; veja quais são

  • Data: 23/Jun/2022

Produtores que haviam adquirido o produto podem utilizar os estoques remanescentes

 

Uma nota técnica emitida pela Secretaria da Agricultura do Estado nesta quarta-feira (22) reforça o despacho da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que proibiu a comercialização, distribuição, importação e fabricação de produtos agrotóxicos que contenham o princípio ativo carbendazim. No RS, pelo menos 28 produtos comerciais cadastrados contêm o ativo (veja lista abaixo). A medida tem abrangência nacional. 

O agrotóxico é utilizado no combate a fungos em plantações de culturas de citros, feijão, soja e trigo, e no tratamento de sementes de algodão e soja. 

O banimento do produto é temporário e deve permanecer até que seja concluída sua reavaliação toxicológica. Conforme parecer da Anvisa, o fungicida  “possui aspectos toxicológicos proibitivos de registro, não sendo possível estabelecer um limiar de dose segura para a exposição”. O órgão atenta para o potencial do agrotóxico de provocar câncer, prejudicar a capacidade reprodutiva humana e afetar o desenvolvimento.

O documento emitido pela Agricultura informa que os produtores que já haviam adquirido o agrotóxico podem utilizar os estoques remanescentes. Uma lista de produtos que contêm o carbendazim pode ser consultada neste link

Veja lista de produtos que contêm carbendazim com cadastro no RS:

Marca comercial

  • AGROBEN 500 
  • Apollo 500 SC 
  • BATTLE 
  • BENDAZOL 
  • CARBEN 500 SC 
  • CARBENDAZIMCCAB 500 SC 
  • CARBENDAZIMNORTOX 
  • CARBOMAX 500SC 
  • Concreto 
  • CZAR 
  • Derosal Plus 
  • Derosal 500 SC 
  • DEROX 
  • HEXIN 500 SC 
  • ImperadorBR 
  • KILATE 
  • Locker 
  • MANDARIM 
  • Minx 500 SC 
  • NOVAZIMPROQUIMUR 
  • Portero 
  • PROTREAT 
  • RIVAX 
  • Rodazim 500 SC 
  • STK ZIM 
  • STREAK 500 SC 
  • Tebuzim 250 SC 
  • WISH 500 SC 

 

Fonte: GZH

Foto: Fernando Dias / Seapdr / Divulgação

Outras notícias